sexta-feira, 19 de junho de 2009

Gabarito e Resolução do Simulado (parte 2)

Dando continuidade à análise das questões do simulado...

Observe o seguinte parágrafo sobre poder discricionário:

“Poder discricionário é o conferido à administração para a prática de atos discricionários (e sua revogação), ou seja, é aquele em que o agente administrativo dispõe de uma razoável liberdade de atuação, podendo valorar a oportunidade e conveniência da prática do ato, quanto ao seu motivo, e escolher, dentro dos limites da lei, o seu conteúdo.”

(Direito Administrativo Descomplicado.

Marcelo Alexandrino e Vicente Paulo)

6- Quantos complementos nominais podem ser identificados?

Comentário: Os complementos nominais são:

1- de atos discricionários: os atos são praticados (ideia passiva)

2- de atuação: a atuação é liberada (ideia passiva)

Percebam que se fosse “liberdade do agente” teríamos ideia ativa. O mesmo acontece em “prática do agente”.

3- da prática: percebe-se que a expressão completa o sentido dos substantivos "oportunidade" e "conveniência". Apesar de a análise do segundo substantivo (conveniência) ser um tanto confusa, pelo sentido do verbo "convir", ao considerarmos o primeiro substantivo (oportunidade), a necessidade da preposição com ideia passiva fica mais clara.

4- do ato: novamente, o ato é praticado.

5- dos limites: a preposição é relacional, ou seja, é exigida pelo advérbio “dentro”.

a) 4

b) 5 V

c) 6

d) 7

e) 8

Atenção: gabarito e comentários alterados em 19/07/09.

7- Quantos adjuntos adnominais podem ser identificados?

Comentários: Os adjuntos adnominais são:

- Os artigos, desde que não inseridos em locuções adjetivas;

- Os adjetivos

- As locuções adjetivas

- Os pronomes adjetivos

Caso fique alguma dúvida na classificação de algum adjunto adnominal, deixem um comentário. Entretanto, acho que ao identificarmos os complementos, fica mais fácil achar os adjuntos adnominais.

Lembrete: quando houver artigo no complemento nominal, ele funciona como adjunto adnminal, o mesmo não ocorre em locuções adjetivas ok?!

a) 16

b) 17

c) 18 V

d) 19

e) 20

8- Qual a função da expressão em negrito?

Comentário: A única dificuldade dessa questão é identificar que “conferido” é verbo, não adjetivo. Fique claro que não há um consenso entre os gramáticos sobre quando o particípio é verbo ou adjetivo, justamente porque o particípio é uma fusão entre as duas classes gramaticais.

Por esse motivo, devemos tomar bastante cuidado com esse tipo de forma nominal. Eu costumo classificar o particípio como verbo sempre que houver voz passiva ou oração reduzida de particípio, de resto, classifico como adjetivo.

Exemplos:

A turma foi reduzida a poucos alunos. (voz passiva – particípio = verbo)

A turma está reduzida no momento. (predicativo – particípio = adjetivo)

Voltando à questão, como “conferido” é verbo, “à Administração” será objeto indireto, pois quem confere, confere algo a alguém.

a) adjunto adnominal

b) predicativo do objeto

c) complemento nominal

d) objeto indireto V

e) agente da passiva

9- É possível dizer que o termo sublinhado introduz um(a):

Comentário: Ao nos deperarmos com a preposição “para”, é necessário identificarmos uma das seguintes opções:

- ideia de finalidade: dessa forma, o termo preposicionado terá função de adjunto adverbial.

- preposição exigida pelo nome: dessa forma, o termo terá função de complemento nominal.

A questão não se mostra difícil desde que identifiquemos o termo ao qual a preposição se refere. A partir do momento que percebemos que a preposição se refere ao verbo “conferido”, chegamos à resposta: adjunto adverbial.

Percebam que não é necessário fazer o procedimento exposto no parágrafo anterior, basta que a ideia de finalidade esteja presente. O poder discricionário é conferido à Adm para que ela pratique...

É possível substituir a preposição para por “a fim de”, nos dando ainda mais certeza da correta classificação do termo.

Um último comentário: a preposição relacional “para” é muito comum no complemento de adjetivos, como por exemplo, o adjetivo “importante”.

Exemplo: Fiscais de renda são importantes para o estado.

a) adjunto adnominal

b) adjunto adverbial V

c) complemento nominal

d) oração subordinada

e) oração reduzida

10- Analise as seguintes afirmativas:

I- quando identificamos que o termo preposicionado se refere a um substantivo abstrato, é correto afirmar que não se trata de um adjunto adnominal.

Comentário: Errado. Como vimos várias vezes, o substantivo abstrato pode ser seguido por um complemento, mas também por um adjunto adnominal, a depender da ideia ativa ou passiva.

II- sempre que um termo preposicionado estiver relacionado a um adjetivo ou a um advérbio, trata-se de um complemento nominal.

Comentário: Errado. No caso de advérbios, podemos considerar a afirmativa verdadeira, mas não em relação a adjetivos, pois, com a preposição “para”, por exemplo, podemos ter um adjunto adverbial de finalidade.

III- preposições relacionais e nocionais referem-se respectivamente a adjuntos adnominais e complementos nominais.

Comentário: Errado. Aqui eu simplesmente inverti os conceitos.

relacional: CN

nocional: adjunto

a) apenas I está correta.

b) apenas II está correta.

c) apenas III está correta.

d) todas estão corretas.

e) todas estão erradas. V

Aproveito para tirar uma dúvida do Marcelo.

A dúvida seria em relação à palavra “aquele”, retirada do parágrafo do livro Direito Administrativo Descomplicado, usado nas questões 6, 7, 8 e 9. De forma simplificada, teríamos a frase da seguinte forma:

O poder discricionário é aquele em que...

É possível perceber a típica estrutura do predicado nominal, com o verbo de ligação “ser”. Com isso, a palavra sublinhada exerce a função de um predicativo do sujeito, embora não seja um adjetivo. Aproveito a frase para falar sobre concordância, outro tema importante em provas de concurso:

Eu sou o homem que passei no concurso.

Eu sou o homem que passou no concurso.

Apesar da primeira frase ficar um tanto estranha, ambas estão corretas. Na primeira, temos concordância com o sujeito. Na segunda, a concordância se dá com o predicativo.

Bom pessoal, chegamos ao fim do primeiro simulado do blog! Acho que aqueles que conseguirem entender todas essas questões, terão condições de acertar qualquer questão da FGV sobre o assunto. Aqueles que tiverem ido mal, não se preocupem, pois eu peguei mais pesado do que a FGV. Acredito que não adianta eu colocar questões fáceis no simulado apenas para que vocês acertem e tenham a ilusão de que estão sabendo tudo. Tenham certeza que o simulado também foi um exercício para mim, já que, ao usar fontes reais, tive que resolver minhas próprias questões. O parágrafo do VP e MA deu muito trabalho! Levei bastante tempo analisando cada possibilidade até tirar qualquer conclusão. Espero ter feito um bom trabalho e ajudado todos vocês!

O próximo post será a minha parte do simulado do Fórum Concurseiros, que engloba quase todos os assuntos cobrados pela FGV. O nível também está bem alto. Será um ótimo treino. Todas as questões serão analisadas em seguida.

Hoje finalmente saiu o edital do ICMS-SP! Eu esperava um intervalo maior entre as provas para que pudesse escrever sobre os assuntos que a FCC gosta de cobrar. Como eu também prestarei para SP, pretendo, assim que possível, abordar alguns assuntos no estilo FCC.

Bons estudos!

Diego Garcia (Dimalkav)

dimalkav@yahoo.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário